LGBT Travel Digital Connecting, primeiro evento de turismo LGBTI+ do Brasil, continuará capacitando e inspirando através de plataforma

Foi dado na última quarta-feira o primeiro passo do LGBT Travel Digital Connecting. Mas com o desafio de ser o primeiro evento com objetivo de estimular o relacionamento e conhecimento sobre turismo LGBTI+, o que presenciamos na tarde de quarta foi apenas o começo dessa primeira edição. Através da plataforma Bureau Mundo, os 446 inscritos poderão continuar se inspirando e capacitando através dos espaços pensados para continuar a promoção desse segmento. Outros também poderão se inscrever e continuar acessando o conteúdo.

As três horas de evento ao vivo contaram com uma programação intensa e, pensando em todos os participantes, a plataforma também estará disponível para rever as lives, bem como realizar as certificações e assistir aos vídeos de inspiração dos destinos.

No Espaço Live, a primeira roda de conversa foi sobre o impacto de grandes eventos no turismo LGBTI+. Moderada pelo Luiz Gustavo Ribeiro, do site Vipado, o debate contou com dois convidados: José Augusto Vasconcellos, do Grupo San Sebastian, e André Fischer, do Centro Cultural da Diversidade / Festival Mix Brasil. José Augusto abordou o forte impacto do setor do entretenimento não só em Salvador, como no mundo: “Todos os setores foram afetados, mas o entretenimento foi, sem dúvida, o setor mais penalizado e vai ser o último a voltar. Quando o assunto é carnaval, Salvador é um destino. Sobre ano que vem, devido à pandemia, é difícil saber se vai acontecer. Ainda é muito prematuro para falar em datas”, lembrou.

Já André Fischer comentou como São Paulo pode ser sempre visitada por turistas, principalmente LGBTI+ durante todo o ano:            “A cidade de São Paulo é muito conhecida por ter uma vida noturna muito intensa, sem contar a vida cultural. O estado como um todo tem vocação para receber turista, principalmente aquele que procura por uma noite animada e com programações para todos os gostos, idades e públicos”, falou André Fischer.

Na sequência, a conversa foi sobre como se preparar para atender ao público LGBTI+ com Raul Almeida, Gerente de Contas e Embaixador LGBT Accor, e Luiz Felipe Granata, sócio-fundador do Castro Burger. Mediada por Gabi Torrezani, do site Estrangeira, a live abriu espaço para que os convidados reforçassem a ideia de diversidade em todos os ambientes. Para Luiz Felipe, ao fundar o Castro Burger, a ideia era abrir um local que contemplasse a todos e onde a diversidade se faria presente.

“É em uma mesa de comida que acontecessem as discussões de vários assuntos. O nosso objetivo no Castro Burger é tratar bem a todos com respeito e educação. É assim que deveria ser em todo estabelecimento e empresa, porque não há um tratamento específico. Devemos tratar todos de uma maneira respeitosa e acolhedora”, afirmou Luiz Felipe.

Ainda na conversa sobre como atender ao público LGBTI+, Raul apontou que é importante a consciência de que aceitar e respeitar a diversidade é muito além de postar nas redes sociais. “Como empresa de turismo, nosso dever é garantir o acolhimento e o bom atendimento a todos. Não adianta colocar nas redes sociais a bandeira “rainbow” e não ter um preparo interno para as equipes. Todos precisam conhecer sobre a causa LGBTI+ para entender a situação. A Accor fez isso. Criou uma cartilha e realizou treinamento com todos os funcionários para que todos compreendessem o tema e, dessa forma, garantisse o melhor atendimento possível. Afinal, turismo é sobre receber e tratar todos muito bem”, pontuou Raul.

Por último, “Como vender para o público LGBTI+?” encerrou com chave de ouro o espaço Live. Entre os convidados, Gisele Abrahão, representante da Noruega/GVA, e Marcelo Michieletto, da agência Viaje Entre Iguais. Mediados pelo editor-chefe do Portal Panrotas, Artur Andrade, Marcelo e Gisele reforçaram a importância de conhecer o seu público antes de realizar qualquer tipo de venda.

“Antes de mais nada, para conhecer o meu público, eu preciso tratar a todos da mesma maneira, porém ficar atento às particularidades de cada um. Essa é expertise da Viaje Entre Iguais. As agências precisam ter em mente que seu público não é algo generalizado. É preciso nichar e ver o que combina para cada público”, aponta Marcelo Michieletto.

A Noruega, país europeu que encanta a todos com a famosa Aurora Boreal e que recebe durante todo o ano eventos ligados ao público LGBTI+, é um destino procurado por diferentes públicos, idades e condições financeiras.

“A Noruega é um país muito diverso. Tem contato com a natureza, tem beleza por todo canto, além de ser um destino inusitado, o que faz com que já chame atenção por si só. É preciso deixar claro que diversidade não é uma questão para o país, pois foi um dos pioneiros nesse sentido. Além disso, ele recebe durante o ano todo eventos ligados a esse público, como festivais de cinema e esqui com foco LGBTI+, além de prides em diversas cidades”, conta Gisele Abrahão.

Também durante o fim de tarde de quarta, representantes de Gramado e San Francisco participaram do Espaço Fórum em um bate papo direto com os participantes para tirar dúvidas e contar mais sobre os destinos. Para encerrar o evento, em parceria com Jungfrau, uma das regiões mais belas da Suíça, um happy hour animado levou conhecimento sobre este destino e muita música com apresentação ao vivo da banda Ambervision.

Além de poder rever os debates do Espaço Live, os inscritos no LGBT Travel Digital Connecting poderão, através da plataforma Bureau Mundo, continuar se inspirando e ganhando conhecimento através dos vídeos sobre o Uruguai, Peru, Noruega, Seychelles e Mônaco no Espaço Inspiração. Além disso, poderão continuar se capacitando, através do Espaço Certificação, com treinamentos sobre Espanha, Jungfrau, Mônaco, Seychelles e Noruega.

Além de contar com o apoio institucional da IGLTA, Braztoa, ABAV e Aliança Nacional LGBTI, o LGBT Travel Digital Connecting teve como objetivo fazer com que os destinos e as empresas participantes apresentassem as estratégias e os posicionamentos para se afirmarem como LGBT friendly. Certamente, este evento será o primeiro de muito nesses novos formatos que a pandemia nos impôs, mas que devem permanecer quando isso tudo passar. 

Serviço:

LGBT Travel Digital Connecting

Disponível para inscritos: https://bureaumundo.com/canais/lgbt-travel-digital-connecting/

Lista de categorias

Pular para a barra de ferramentas